segunda-feira, 27 de agosto de 2012

João de Souza Machado - Homenagem

     Conheci o João quando morei em PoA. Ele é uma pessoa muito interessante e culta. Graças a ele conheci o trabalho do Francisco Valdomiro Lorenz. Nunca esqueci da vez em que escutamos, de um LP, poesias de Catulo da Paixão Cearense. Também lembro quando ele começou a montar o sebo.

João de Souza Machado e Claudiomiro Machado Ferreira


 Livro: Pelos Caminhos do Amor - Capa e Dedicatória

Conheça João dos Livros, o homem que trocou o ofício de sapateiro para ter um sebo

Estabelecimento no centro da Capital é atração da 8ª Bienal do Mercosul

2019/09/2011 | 06h10

Carlos André Moreira

As paredes da casa térrea na Rua General Salustiano, 214, no Centro, protegem uma história de vida de 72 anos marcada pela descoberta e pela paixão dos livros. Uma trajetória tão rica que, se não virou um romance, inspirou uma obra de arte desta 8ª edição da Bienal do Mercosul. A livraria de seu João de Souza Machado, defronte a Usina do Gasômetro, tornou-se a única da Capital incluída no módulo Cidade Não Vista. No projeto, artistas convidados realizam intervenções e instalações em uma paisagem local muitas vezes ignorada por seus habitantes na correria da rotina.

O prédio aloja o sebo Garagem dos Livros, instalado ali há dois anos por Machado. Em estantes que ocupam todas as paredes, seu João dos Livros, como ele mesmo se denomina, mantém exemplares antigos de obras literárias, manuais técnicos, enciclopédias e uma grande quantidade de literatura de temas esotéricos. O espaço da livraria, localizado bem defronte os pilares do aeródromo e a Usina do Gasômetro, foi apropriado pela Bienal com uma intervenção de Elida Tessler, que transformou o lugar em obra de visitação artística, o que fez de seu João anfitrião informal dos que aparecem na livraria para testemunhar ao vivo o encontro entre livraria e galeria de arte.

Foto: Jean Schwarz / Agencia RBS


Garagem dos livros e sapatos

24 junho 2011
Bruna Karpinski

Um espaço inusitado, que agrega três serviços, chama a atenção de quem passa próximo à Usina do Gasômetro, no Centro de Porto Alegre. É um sebo, a Garagem dos Livros, que abriga mais de seis mil títulos. Todos os meses, acontece o Sarau Poético Musical, com declamação de poemas, dança e dublagem de músicas. O encontro acontece sempre às 20h, na segunda sexta-feira do mês. O espaço é aberto para o lançamento de livros. No local também funciona uma sapataria, tocada por Irene de Souza Machado, que faz pequenos consertos. O proprietário, João de Souza Machado, mais conhecido como “João dos livros”, trabalha ainda com a pintura de casas e apartamentos.

Foto: Luiz Ávila